quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014




É Carnaval...


Creio que o carnaval é um momento , em que  as pessoas resolvem se soltar , sair por ai,  cantar e dançar , parece que um toque de alegria,   e liberdade se instaura.

 Mas será que precisamos  deste momento, para nos  sentirmos  alegres, felizes,   cantar e dançar?

Penso, que a alegria,  pode e deve,  estar sempre dentro de cada um de nos, pois somos também  responsáveis pela nosso bem estar no mundo , logico que existem situações na nossa vida,  que nos tiram o tapete , nos fazem entristecer . Isso é inevitável, pois não podemos controlar todas as situações que nos cercam. Acredito que o bom humor, é fundamental para as nossas relações no mundo.

Fui buscar algumas curiosidades,  e a origem desta festa , na qual todos ficam muito motivados a brincar , entrar na folia  , apesar de algumas pessoas,  usarem  estes dias para viajar , descansar e sair fora da folia .

·         A palavra "Carnaval" está,  relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão "carnis valles", que, acabou por formar a palavra "Carnaval", sendo que "carnis" em latim significa carne e "valles" significa prazeres.

·         Em geral, o Carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem a Quarta-Feira de Cinzas. Em contraste com a Quaresma, que é  tempo de penitência e privação, estes  dias são chamados "gordos", em especial a terça-feira (Terça-Feira Gorda, também conhecida pelo nome francês Mardi Gras).

·         O Carnaval da Antiguidade era marcado por grandes festas, onde se comia, bebia e participava de alegres celebrações, além da busca incessante dos prazeres. (hoje em dia também muitos agem desta forma) , muitos usavam lindas mascaras nos bailes .
    A quaresma seria o abandono destes prazeres.

·         Mas o  Carnaval que  prolongava-se por sete dias na ruas, praças e casas da Antiga Roma, acontecia em outra  época do ano , era realizado de 17 a 23 de dezembro. Nessa época todas as atividades e negócios eram suspensos neste período, e vejam ate os escravos ganhavam liberdade temporária,  para fazer o que em quisessem,  e as restrições morais eram relaxadas.

·         Outro aspecto que eu não conhecia era que nessa época as pessoas trocavam presentes, um rei era eleito por brincadeira e comandava o cortejo pelas ruas (Saturnalicius  princeps),  e as tradicionais fitas de lã que amarravam aos pés da estátua do deus Saturno eram retiradas, como se a cidade o convidasse para participar da folia.

·         Na Idade Média, incluía sátiras aos poderosos. Os foliões se protegiam de possíveis retaliações com a desculpa de que a festa os deixava loucos (“folia”, em francês, significa loucura).

·         O primeiro baile carnavalesco brasileiro  aconteceu  no Largo do Rocio, no Rio de Janeiro (RJ), em 1840. Foi uma iniciativa de uma atriz italiana que queria reproduzir o Carnaval de Veneza. .(Wikipidia)

Penso que é sempre interessante termos conhecimento sobre as origens das festas populares ,  assim , podemos fazer  algumas considerações , sobre como elas acontecem , hoje em dia,  e como foi antigamente.

Vejam sempre foi um momento de extravasar, de musica, de bebidas, de farra.  Hoje em dia temos as baladas,  que podem proporcionar também estes aspectos , alegria  , musica , então fico pensando , qual será o motivo que leva as pessoas a curtirem tanto o carnaval?  

Para mim, já não é como no meu tempo, em que havia os bales nos clubs , as festas as vezes na rua , a alegria mais pura , a brincadeira , o riso solto. Os confetes e serpentinas coloridas.  

 
 
Houve o tempo das fantasias dos pierrôs e colombinas , das odaliscas, das coelhinhas  da play boy , onde estão os confetes,  e as serpentinas ?  .  E as musicas , onde estão? Allah-la-ô, ô ô ô ô ô ô Mas que calor, ô ô ô ô ô ô,  Atravessamos o deserto do Saara O Sol estava quente, queimou a nossa cara , Allah-la-ô, ô ô ô ô ô ô Mas que calor, ô ô ô ô ô ô... ou ainda , quanto riso oh quanta alegria, mais de mil palhaços no salão ..que saudades !!!!

Agora temos as bandas, os trios elétricos ,  os carros de som, os grupos, os abadas,  enfim tudo mudou. 

Comecei este texto fazendo uma pergunta, a qual talvez não consiga responder, mas para mim, fica a ideia que no carnaval, ( se tem a ideia que tudo é  permitido ) isso porque é uma  festa , festa que esta nos calendários , festa que se caracteriza pela alegria, então vamos la ...
As pessoas deixam seus ternos, suas roupas de trabalho, suas saia sociais l,  vestem – se de seres alegres , sorridentes,  e as vezes irresponsáveis , vão pra festa onde se pode, ou melhor,   se exige alegria,  bebida ....  e será que esta alegria é real ... ?

 

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

  
 
 
 Sobre as rodas de desenho  !!

Muitas pessoas estão me perguntando sobre as rodas de desenhos, então resolvi, falar aqui um pouco sobre esta atividade.
Os desenhos são portadores de simbolismos, que são trazidos à tona, por meio de traços, figuras, localização na folha, cores usadas, e  outros tantos aspectos,   quem desenha não os traz conscientemente,  e sim de maneira inscosnciente.

 Venho  estudando muito esta linguagem , que nos fala,  sem palavras, e sendo assim,  institui  as rodas de desenho.  Nelas os adultos, jovens ou idosos, sao convidados à desenhar,  e posteriormente , eu observo os desenhos,  e faço algumas colocações , sempre perguntando,  à quem desenhou,  se estas são pertinentes , e quase sempre o são.

As rodas de desenho,  podem  ser realizadas no seu local de trabalho, para que partindo dos desenhos realizados,  por cada participante da roda , possamos conhecer um pouco mais,  sobre esta pessoa que desenha , e partindo desta atividade,  podemos criar um encontro  que visa valorizar cada elemento de um grupo de trabalho.

Podem ser realizados nos encontros para a formação de uma equipe, ou com o objetivo de integrar mais as pessoas que trabalham num setor, ou ainda , em grupos cooperativos , para por ex:   selecionar candidatos . Para cada objetivo traçado,  a atividade posterior também muda, podendo ser discutida com quem contrata a roda.

Os desenhos contêm muitos simbolismos, que surgem trazidos do nosso inscosnciente, e que nos falam sobre quem desenha, isso é visível, por meio dos do contexto no qual o desenho esta representado , enfim há muito o que observar nos desenhos.

Estas rodas  podem ser realizadas por ex : nas reuniões pedagógicas das escolas,  onde em pequenos grupos,  os professores vão desenhando , depois , eu observo o que “ traz este desenho “ e numa conversa com quem desenhou lhe conto o que vi .  Quando o grupo todo já tiver desenhado, podemos perceber o que de comum foi trazido, o que de estranho também, e ai , podemos criar uma estratégia para trabalhar com estes aspectos encontrados . Os desenhos podem ser baseados num tema ou não.

Outra possibilidade , que estou ainda estudando , seriam os grupos com pessoas que vem de diferentes locais,  para participar das rodas,  e ia o objetivo se torna mais individual , auto conhecimento ,  isto é , se conhecer por meio do desenho , que também é super legal , mas para que esta proposta seja viável , teria que ter certeza de um numero de pessoas , para locar um espaço ...

Então agora acho que esclareci vários aspectos referentes as rodas , se vc tem interesse de saber mais , sobre os simbolismos contidos nos desenhos , ou quer trazer as rodas para seu grupo de trabalho , pense converse com seu grupo , Pondere os benefícios que isso para trazer para seu grupo ,e para cada um em particular . As rodas podem ter a duração de 1,30 hs  à 2 horas,  contemplando , atividade de conversa , e atividade de valorização incluídas.  

Para agendar ou obter mais informações, faça contato nancytrindade07@gmail.com

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

sobre o que é ser amigo


Para vocês amigos e amigas do meu blog .... pensamentos em torno da amizade


Penso que os amigos nos influenciam , falam as verdades que as vezes não queremos ouvir...  


 Todas as influências são parte de mim, que dão vazão na palavra, que constrói e inventa.
MIA COUTO






Os amigos vem nos ver , se preocupam com nossa saúde , nosso bem estar; amigos são companheiros.  


 
Para te visitar
esquecerei a terra
e apagarei as estrelas.

E irei pelos teus olhos,
até o mundo voltar a ter princípio....


Mia Couto


 
 
Amigos nos ensinam a ver o mundo
 
O meu pai nos ensinou a olhar para as pequenas coisas, ao jeito das lições de Manoel de Barros, procurando brilhos entre poeiras e cinzas do chão. Numa sociedade colonial muito violenta, ele nos conduziu a descobrirmos na vida e por nós mesmos o que os livros depois revelaram."

MIA COUTO
 
Um abraço amigo,  à todos que tem me dado tanto carinho , visitando, seguindo ...enfim  

Nancy Rabello
 
 

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Mães especiais ( oficinas de valorização da Mulher )


         Mães especiais ( oficinas de valorização da Mulher )

Venho a algum tempo direcionando meus atendimento,  às mães especiais , elas são  mulheres , que tem filhos com necessidades especiais , e que a meu ver necessitam de um acompanhamento , tanto quanto seus filhos especiais .

Nas oficinas ou encontros, busco trabalhar com a autoconhecimento, a autoestima e a valorização do seu papel de mulher / mãe ,  e sua autonomia. Todos estes aspectos podem ser trabalhados por meio de vários recursos, creio que os que me conhecem sabem que gosto muito de trabalhar com contos, pois acredito que eles podem trazer muitos simbolismos  , podem ainda trabalhar com vários arquétipos , mãe  , herói,   crianças interior , entre outros.

As mães especiais, são mulheres que além de serem mães, esposas, filhas, tem um diferencial,  “ tem filhos especiais “  tem que dar todo o cuidado , quase que em tempo integral,  a seus filhos especiais , que necessitam destes cuidados , e a partir daí , elas quase que “ deixam de ser “ mulheres , com uma vida comum,  para serem” as mães de “ Renato(s)  , Vera(s)  , Lucia( s)  ,  Alice( s)  enfim , elas deixam suas vidas,  para estarem junto a estas crianças, sua identidade some , quase que se confundem  aos  seus filhos e filhas .

Estas mães, se anulam quase que totalmente, não passeiam mais , não se cuidam , perdem às vezes a vaidade, o gosto de se vestir legal , de comprar algo para si , quase que tudo nas suas vidas,  gira em torno desta crianças.

Ok !!! Sei que elas precisam de muitos cuidados: para comer, se locomover, muitas delas não falam, e tudo isso, se torna uma carga pesada, às vezes ate demais. Sendo assim o meu objetivo maior é lhes mostrar que mesmo tendo todos estas tarefas, ela não deixa de ser MULHER, que precisa se olhar , se ver como tal , se cuidar , se gostar . Isso vai sendo trabalhado com muito cuidado,  e muito tato, usando diferentes sensibilizações,  e diferentes recursosnos encontros e ,  é logico que pouco a pouco,  elas vão se dando conta do que vem fazendo a si mesmas , que precisam  mudar , rever estes aspectos , dividir , compartilhar alegrias e tristezas , ganhos e perdas.

É, nesse momento que o grupo , cresce , muda de olhar, de postura, as   mudanças vão aparecendo, aqui e ali ,  logico que cada uma a seu tempo,  e do seu modo , pois somos únicas e singulares,  um corte de cabelo , uma roupa nova , uma sorriso , um olhar mais alegre ... Uma incentiva as outras, nas falas , nos comentários, e ficam super felizes ao perceber uma amiga que conta  como agiu no trabalho , outra que fala sobre seu companheiro , outra que coloca que agora passa creme , tudo , tudo é valorizado. Cada pequena mudança é pontuada por mim, lhes mostrando que podemos, e que isso vai depender de cada uma, mas que não há tempo para as mudanças, sempre é tempo de mudar

É importante ressaltar que,  cada grupo tem seu perfil , e cada elemento dentro do grupo é único e singular ,  sendo assim as atividades devem ser elaboradas para cada grupo , não há receitas , cada grupo faz seu caminho , pois é constituído por  mães diferentes.

 Às vezes uma atividade que surtiu um ótimo efeito para um grupo , não  se adequa ao perfil das participantes de outro grupo , portanto cabe ao arteterapeuta , conhecer bem seus grupos , saber as possibilidades de cada recurso , de cada sensibilização que pretende trazer , dos matérias que vai usar.  Veja posso ate usar por ex. o mesmo conto em grupos diferentes , mas  a proposta que faço,  é que vai fazer a diferença , vai ao encontro do perfil do grupo, ai vou atingir meu objetivo.

Estou divulgando este trabalho para que as instituições, pensem na importância vital para estas mães especiais, possam ter de novo a possibilidade  de  serem  MULHERES , MAES e ESPOSAS.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014


Sempre bem vindos !!!!!

Estou super feliz,  com vocês que vem visitando o meu blog , já atingimos os 22.000 vejam :

 temos muitos novos seguidores,  já atingimos 93 ... vamos chegar a 100 .
 
E você novo seguidor , seja bem vindo !!!!!O que mais gostou ? Qual pagina , mais chamou sua atenção ?
 Qual o tema que curte mais ?
 
Vocês que passam por aqui , o que gostam mais ?
 
Estou aqui pensando, vocês tem alguma sugestão , de temas , de paginas , sintam se à vontade para dar opiniões ....
 
 Grata por estarem aqui comigo.
                                                 Nancy Rabello

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014


Amigos , hj estou muito feliz e trago à vcs o link para lerem o artigo que escrevi para a revista transdisciplinar
  Revista Transdisciplinar, Vol. 3 - Janeiro 2014. Para conhecê-la, acessem o link:


http://www.artezen.org/exibir_revista.php?id=10

ou este: http://revistatransdisciplinar.com.br/files/2014/02/jan-14-Rev-Trans-3-finalizada.pdf


Também leiam o artigo sobre o desenho infantil

Escrevi este artigo a convite de uma amiga e autora Paty Fonte , e esta no site dela ... ficou muito interessante , o tema é a importância do Desenho Infantil , convido vcs a visitarem o site e conhecerem este meu novo artigo :
http://projetospedagogicosdinamicos.com/desenho_infantil.html

BOA LEITURA
Nancy Rabello