quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

NOSSA CONQUISTA

                     PARABÉNS  AOS ARTETERAPEUTAS ....


Vejam a Descrição que consta no site do CBO:

2263 :: Profissionais das terapias criativas e equoterápicas

Títulos
2263-05 - Musicoterapeuta
2263-10 - Arteterapeuta
2263-15 - Equoterapeuta

Descrição Sumária
Realizam atendimento terapêutico em pacientes, clientes e praticantes utilizando programas, métodos e técnicas específicas de arteterapia, musicoterapia e equoterapia. Atuam na orientação de pacientes, clientes, praticantes, familiares e cuidadores. Desenvolvem programas de prevenção, promoção de saúde e qualidade de vida. Exercem atividades técnico-científicas através da realização de pesquisas, trabalhos específicos, organização e participação em eventos científicos.

sábado, 12 de janeiro de 2013


Sobre Charles Perrault os personagens femininos e os contos

 
Olá a todos hoje seria aniversario de Charles Perrault, e como eu que tanto gosto de contos de fadas podia de ixar esta data passar em branco . o contar e ouvir histórias é tão antigo quanto  a  humanidade , é sempre muito prazeroso sentar se  numa roda  e ouvir histórias , nas diferentes culturas  e nas diferentes histórias sempre vamos encontrar a mulher , a velha ou nova que tem quase sempre um papel de destaque. Ela pode ser a tia, mãe,  a criada , a cozinheira a avó , ou ainda a princesa , a bruxa ou a fada .

Por certo a maioria de vocês já ouviu falar em Sherazade que com sus habilidade consegui mudar  a história de varias mulheres, com sua histórias sem fim !!!  então o contar história sempre foi muito importante desde muitos anos atrás .

Agora vamos falar deste que foi um dos primeiros escritores de contos de fadas

Charles Perrault nasceu em 12 de janeiro de 1628 , em  Paris , quando pequeno teve dificuldades de se alfabetizar em latim , mas depois se torna um dos melhores alunos,  e nessa época começa a escrever versos, por volta de 15 a 16 anos teve desavenças com professores e deixa a colégio mas continua  a estudar sozinho , bem mais tarde consegue estar entre os meios literários e la mantem algumas relações importantes na sua vida de escritor.

Vemos, portanto que desde muito cedo Charles apreciava a escrita,  e os meios literários , mas somente em 1671 que consegue ser recebido na Academia de antigos e modernos .

Os contos de Perrault

Seus contos começam a ter grande sucesso, e passam a ser conhecidos como contos de fadas, neles vamos encontrar alguns com fadas e outros com bruxas que são as fadas más , e outros onde as fadas nem aparecem .  Perrault traz a mulher como titulo de vários deles,  e elas em seus contos tem papel importante , e nas narrativas populares.

Nos contos de Perrault encontramos os valores sociais,  e os arquétipos do inconsciente , eles nos mostram como a família deve se comportar , falam de uma sociedade patriarcal,  e do poder do feminino.

Qual o poder das fadas?

Ela tem o poder de decidir sobre o destino das pessoas, e é muito bem representada nos contos de Cinderela e a Bela Adormecida,  estes dois contos são muito conhecidos aparecem também nas coletâneas dos irmãos Grimm.

Na versão de Perrault que poucos conhecem a Bela Adormecida se encontra como príncipe e  por já ter terminado seu tempo de dormir , ao se encontrarem se enamora e casam,  se escondidos e tem dois filhos Sol e Aurora ( Perrault 1989 ) Ao morrer o pai o príncipe assume o reino traz a princesa para morar com ela , ao ir a guerra os deixa a  mãe e filhos ao cuidados da rainha mãe. Esta  os leva ao campo e pede ao cozinheiro que os prepare para sua alimentação ...Você conhecia esta versão ? Eu li estas colocações no livro de Mariza Mendes e achei muito interessante, perceber como os contos vão sendo transformados e poucas pessoas tem conhecimento disto.

Alguns aspectos que nos pouco sabemos vem dos mitos como a fada que não foi convidada para a festa, é semelhante ao mito de Eris onde uma fada fica furiosa por não  ter sido convidada para o casamento de Telis e Peleu ... estas são semelhanças que nos mostram que os contos tem uma relação com os mitos . na Bela Adormecida também há uma fada que se enfurece e faz a maldição .

Sabemos que os contos trazem os sonhos das donzelas  em se casar com príncipes e morar em castelos,  o conto da Cinderela tem varias versões em muitos lugares,  e traz a fada mais maravilhosa que transforma abobora em carruagens , ratos em mordomos .

O feminino nos contos

Nos contos  de Perrault,  os papeis femininos recebem prêmios  e castigos para as suas boas ou más ações , mas há 3 contos que as mulheres recebem prêmios e castigos especiais, e nos mostram  como era vista a mulher,  e como era manipulada por uma sociedade patriarcal , estes contos são Chapeuzinho Vermelho , Barba Azul e As fadas.

Em Chapeuzinho não há um final feliz , sendo que a menina é vitima de um castigo sem perdão . Este conto por vezes não é considerado um conto de fadas e sim um conto de advertência, pois na obra de Perrault o conto termina quando o lobo come Chapeuzinho, a morte da menina é, portanto uma advertência ao seu comportamento. Este conto vem diretamente da tradição oral isso,  é algo muito importante para a história dos contos de fadas, a primeira versão deste conto foi escrita por Perrault não se conhecendo nenhum anterior a ela ( Medeiros 1999) coloca que existem somente duas versões sobre o final uma que  amenina morre e outra que escapa do lobo , mas sem auxilio de ninguém .


Outros contos de Perrault os papeis da mulher são pouco significativos denotando então a posição da sociedade patriarcal, estes contos são O  gato de Botas , O pequeno polegar,  e Requê do topete. Temos que no Gato de botas nem a fada aparece,  o auxilio  magico vem de um gato, o conto Riquê do topete,  a mulher é sempre conduzida pela vontade do príncipe , já no pequeno polegar as personagens   femininas são a mae e a mulher do gigante as quais são dominadas pelos maridos.

Os contos de Perrault giram em torno do feminino, da mulher do arquétipo do feminino , das mulheres nas suas infinitas representações ; mãe, avó , rainha , fada ou bruxa , princesa , o feminino é um papel que sempre esta presente nestes contos . Temos portanto que uma menina nasce e uma fada ou uma bruxa lhe tece o destino , uma boa mãe ou uma madrasta lhe encaminha na vida , onde esta o pai ?

Elas as mulheres  e o feminino esta nos nomes e nos enredos de Cinderela , A gata borralheira,  Chapeuzinho Vermelho , podem ser dóceis ou não lindas ou não , são como que garotas desprotegidas a enfrentar o mundo, as faz nos lembram a mãe protetora,  é o lado positivo do arquétipo da Grande Mãe , já a bruxa a mãe má,  o arquétipo negativo,  a mãe devoradora , estas duas faces da mulher foram captadas por Perrault na sua época na sua sociedade,   

O que nos faz ler e ainda hoje encantar as criança sé  a linguagem simples destes contos que nos fala do costumes das aldeias , quem lê ou escuta o conto de Perrault tem a noção de estar junto a um velho contador de histórias numa roda,  ouvindo contos,  como nos velhos tempos.  

Poderíamos nos aprofundar nessa discussão,  mas hoje estamos fazendo um apanhado deste autor eu por décadas  e décadas nos encanta, do feminino no seus contos,  . Parabéns Perrault seus contos ainda permanecem vivos na vida de muitos adultos que os estudam e de crianças que se encantam .  

Este texto foi baseado no livro de Mariza B.T Medeiros .Em busca dos contos perdidos – O significado das funções femininas nos contos de Perrault , 1999 Unesp .

 

 

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013


A menina e o Pássaro Encantado- RUBEM ALVES *
"Era uma vez uma menina que tinha como seu melhor amigo, um Pássaro Encantado. Ele era encantado por duas razões:

 Primeiro porque ele não vivia em gaiolas. Vivia solto. Vinha quando queria. Vinha porque amava.

 Segundo, porque sempre que voltava suas penas tinham cores diferentes, as cores dos lugares por onde tinha voado.

 Certa vez voltou com penas imaculadamente brancas, e ele contou estórias de montanhas cobertas de neve. Outra vez suas penas estavam vermelhas, e ele contou estórias de desertos incendiados pelo sol. Era grande a felicidade quando estavam juntos. Mas sempre chegava o momento quando o pássaro dizia:
Tenho de partir."

A menina chorava e implorava: "Por favor, não vá, fico tão triste. Terei saudades e vou chorar..."
 "Eu também terei saudades", dizia o pássaro. "Eu também vou chorar. Mas vou lhe contar um segredo: eu só sou encantado por causa da saudade que faz com que as minhas penas fiquem bonitas. Se eu não for não haverá saudade. E eu deixarei de ser o Pássaro Encantado e você deixará de me amar."
 E partia. A menina, sozinha, chorava. E foi numa noite de saudade que ela teve a idéia: "Se o Passaro não puder partir, ele ficará. Se ele ficar, seremos felizes para sempre. E para ele não partir basta que eu o prenda numa gaiola."

 Assim aconteceu. A menina comprou uma gaiola de prata, a mais linda. Quando o pássaro voltou eles se abraçaram, ele contou estórias e adormeceu.
A menina, aproveitando-se do seu sono, engaiolou-o. Quando o pássaro acordou ele deu um grito de dor.

 "Ah! Menina...que é isso que você fez? Quebrou-se o encanto. Minhas penas ficarão feias e eu me esquecerei das estórias. Sem a saudade o amor irá embora..."

 A menina não acreditou. Pensou que ele acabaria por se acostumar.

 Mas não foi isso que aconteceu. Caíram suas plumas e o penacho. Os vermelhos, os verdes e os azuis das penas transformaram-se num cinzento triste. E veio o silêncio: deixou de cantar. Também a menina se entristeceu.
Não era aquele o pássaro que ela amava. E de noite chorava pensando naquilo que havia feito com seu amigo...
Até que não mais agüentou. Abriu a porta da gaiola. "Pode ir, Pássaro", ela disse." Volte quando você quiser..."
"Obrigado, menina ", disse o Pássaro.” Irei e voltarei quando ficar encantado de novo. E você sabe: ficarei encantado de novo quando a saudade voltar dentro de mim e dentro de você"!"

Este texto de Rubem Alves se presta muito para trabalhar com as nossa liberdade de ação , fazer o que desejamos e não estarmos presos aos domínios dos outros. No trabalho com mulheres que se sentem aprisionadas nas suas casas sem iniciativa para sair ...Quando estamso livres somos cheios de cores vivas e alegres , quando aprisionados , adoecemos por dentro e por fora. O que aconteceu oa passaro tambem nos acontece . adoecemos.

A liberdade é uma das maiores conquistas que temos desta forma, poder ir  e vir quando deseja é valioso , não há como  avaliar esta conquista só quem já se sentiu prisioneiro o faz . O pássaro perdeu o encanto, nos também ficamos tristes sem vida, sem vontade própria quando aprisionados, esta prisão pode ser física , ou mesmo  das nossas emoções,  dos nossos sentimentos . estar livre é voar com seu fazer , com seu pensamento com suas ações !!!

Creio que podemos fazer varias atividades, uma delas com colagens dentro de uma gaiola, o que esta preso ai dentro!!! Outra a liberdade, colocando livres os nosso desejos podemos fazer com argila o que desejamos  colocar para fora  nos libertar .   

Ainda podemos transformar o que esta preso em algo livre fazendo dois momentos de atividade, um deles com pinturas ( o que esta preso ) o que vamos transformar podemos fazer em papel crepom ...que nos da ideia de leveza. E sobre por ao desenho ...    Nancy Rabello
Conto retirado do post de Rosangela Esper , colocações de atividades Nancy Rabello
 

terça-feira, 8 de janeiro de 2013


Comentando sobre contos de fadas !!
A autora Estés nos fala sobre os contos , creio que estes nos falam atraves de metaforas e da linguagem simbolica,  desta forma,  cabe a cada um entender o significado destes conteudos para sua vida .
Sempre podemos tirar um aprendizado dos contos de fadas , da postura dos herois , das princesas , bruxas enfim ....
Pensem nas diferentes situações que os personagens se encontram, aqui nos "tres porquinhos" , há imprudencia , arrogancia,alegrias, auxilio e cooperação.  estes comportamentos encontramos sempre na nossa vida ,  
Estés então coloca :
"Embora os contos de fadas terminem logo depois da décima página, o mesmo não acontece com a nossa vida. Somos coleções com vários volumes. Em nossa vida, ainda que um episódio possa terminar mal, sempre há outro à nossa espera e depois desse, mais outro. Sempre há novas oportunidades para consertar o estrago, para moldar nossa vida de forma que emocionalmente merecemos. Não perca tempo adiando um ...insucesso. O insucesso é um mestre melhor do que o sucesso. Escute. Aprenda. Continue. Essa é a essência de todo conto. Quando prestamos atenção a essas imagens do passado, aprendemos que há padrões desastrosos, mas também aprendemos a prosseguir com a energia de quem percebe as armadilhas, jaulas e iscas antes de depararmos com elas ou de sermos nelas ou por elas capturados."
Dra. Clarisse Pinkola Estés

domingo, 6 de janeiro de 2013

Que este ano que se inicia seja muito promissor , quepossamos trocar ideias , textos,  conhecimentos.
Quem sabe um grupo de estudos ? no qual trocaremos experiencias , novos fazeres , novas aprendizagens , novos olhares. Vamos juntos produzir conhecimento . 


Penso que pode ser mesmo on line - lançamos um tema e o colocamos em discussão , o que acham?
Espero seu contato , ou novas propostas !!

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013


O Ano Novo

Ao iniciar o Ano Novo, normalmente fazemos planos. Penso que é muito importante que tenhamos objetivos, que os sonhos,  aos poucos possam ir se tornando realidades.

Muitas vezes deixei que o ano me levasse,  sem pretender criar expectativas para ele, mas este ano estou com uma intuição muito forte, que este ano será muito colorido, e que a cada momento algo vai se configurando de maneira positiva, creio que isso se deve ao um crescimento interior,  ou ao fato de algumas coisas já estão  se concretizando.

Resolvi, portanto, que quero cor na minha vida, cores e tons: purpura, grená e verde... Muitas situações vão ser envoltas de cor e sabores intensos, não quero,  nada mais ou menos, quero tudo intenso.

Assim vou poder dizer que minha vida é colorida de situações de realizações, de momentos, de escritos, de leituras, e   de sonhos... Cada sonho realizado será marcado,  será pintado  de uma cor, terei sonhos azuis , verdes,  grená, sonhos brancos , pretos , laranja. Cada cor tem uma simbologia, ela estará também na minha vida,   dando a ela,  o sentido exato do que vão representar , os sonhos e as realizações.

Como afirma Ruben Alves, o nosso mundo interno é muito importante e valioso, creio também que devemos cultivar e fazer a nossa criança interior sempre muito feliz... Desta forma estaremos deixando transparecer ao mundo o nosso mundo....

Quero cultivar minha criança interior,  e quando meu eu interior estiver fortalecido que ele possa me dar retaguarda, para  me direcionar para meus novos caminhos. 

Quero que através da arteterapia consiga trabalhar com mulheres, fazer cursos e oficinas. Quero escrever meus textos, ler mais  livros que ampliem meus conhecimentos e minha pratica profissional.

Para tanto vou criar um evento que ira me direcionar durante esta caminhada


EVENTO: – Construindo seu castelo

DURAÇÂO:  365 dias do ano

OBJETIVO: ser feliz, construir bons momentos, elaborar novos projetos de vida, concretizar seus sonhos, ir em busca de seus objetivos.

A QUEM SE DESTINA: a todos os que acreditam que tentar é sempre possível

IDADE: Jovens, e Adultos... ( qualquer idade)

INVESTIMENTO: sua vida

Se você quer participar junte se a mim e vamos de mãos dadas,  caminharemos  estes 365 dias do ano.

                                                  Nancy Rabello

2/01/2013